Pensando em abrir uma Loja Virtual?

Confira dicas importantes para quem quer investir neste modelo

Avaliação
4.0 (4 votes)

Publicado em 17/03/2020 | Atualizado em 27/04/2020

Imagem do Topo
Imagem de um carrinho de compras na tela de um notebook

Praticidade: essa é a vantagem que vem atraindo cada vez mais brasileiros para as lojas virtuais.

Com o acúmulo de funções na rotina, o consumidor busca otimizar seu tempo ao máximo, e utilizar a internet para evitar tarefas como ir ao mercado ou sair de casa para comprar uma blusa, se tornou algo natural: em 2017, os e-commerces cresceram 12% no Brasil, e 27,3% das compras foram realizadas através de smartphones ou tablets. Criar uma loja virtual para o seu negócio pode ser um excelente investimento para impulsionar vendas e capilarizar a sua marca em novos mercados.  

Confira aqui tudo o que você precisa saber para dar os primeiros passos no empreendedorismo digital.

Ao contrário do que pode parecer, nem todo e-commerce é uma loja virtual:

Enquanto o primeiro abrange todos os negócios que são lançados na internet, inclusive os criados exclusivamente para comércio nesse meio, a loja virtual é o desdobramento digital de um negócio que já existe fisicamente. Considere a webstore como uma vitrine sem fronteiras dos seus produtos, onde eles poderão ser acessados e consumidos de qualquer lugar do mundo, independentemente da hora e de forma muito mais simples e rápida. Literalmente, ao alcance de um clique.

Quais são os custos para manter uma loja virtual❓

Uma das principais preocupações do empreendedor ao pensar em abrir uma loja virtual, é o custo da criação e manutenção do negócio. O primeiro passo para começar o seu ambiente de vendas online é aprender as etapas desse processo para evitar problemas futuros. Esse investimento inicial é gratuito: confira neste material do SEBRAE como criar uma webstore e dar o primeiro pontapé nessa nova oportunidade de empreender. 

Uma das principais formas de garantir o sucesso do seu negócio é estudar o seu público e saber como criar uma loja interessante, que seja capaz de fidelizar clientes e trazer continuamente novos consumidores para o seu e-commerce. Criar uma relação com os clientes fiéis e surpreender possíveis compradores é o grande desafio-chave do empreendedor digital e será determinante no sucesso da sua webstore.

👣As próximas tarefas serão avaliar: 

Os custos da plataforma na qual estará o seu site de vendas; 

O investimento operacional para mantê-lo funcionando; 

A verba para divulgação online da loja.

As plataformas open source são sistemas de código livre, abertos ao usuário para download e customização. Porém, justamente pela abertura dos códigos, será necessário ter conhecimento de programação de dados para instalar corretamente as ferramentas necessárias para o funcionamento da loja. Caso você seja um programador, o custo do serviço será gratuito, uma vez que você mesmo assumirá a demanda; se não, é preciso mensurar o orçamento de um profissional para contratação. 

Caso decida investir nesse tipo de plataforma, é indicado solicitar um programador para criação de um sistema que você mesmo possa utilizar de forma simples no dia a dia, evitando o custo mensal de assistência para uso do site.

As plataformas alugadas são versões “prontas” de sites de vendas, disponíveis para compra com diversos fornecedores. A vantagem é a praticidade, uma vez que você poderá escolher um modelo sem se preocupar com a customização de dados e não necessariamente precisará contratar um programador. 

Embora exista uma grande diversidade de preços de contratação do aluguel dessas plataformas, não se deixe seduzir somente pelos custos baixos: priorize quais funcionalidades são importantes para manter seu negócio e transformar a loja virtual em um ambiente atrativo para os clientes. Já as plataformas exclusivas são aquelas criadas especificamente para o seu negócio. Feitas do zero por um programador, elas costumam ser muito mais caras do que as versões anteriores, justamente por ter todos os detalhes pensados para as suas necessidades. Geralmente, são escolhidas por empreendedores que já possuem uma loja virtual há algum tempo e querem migrar para um sistema mais exclusivo.

Mulher acessando redes sociais através de um celular

Investimento operacional 💰

Para que o ciclo de compra do seu consumidor seja realizado da maneira ideal, é preciso que todos os setores da sua loja virtual estejam funcionando perfeitamente. Um deles é a logística, área responsável pela entrega dos produtos que estão sendo comercializados na webstore. Lembre-se de estruturar muito bem esse setor antes da abertura oficial da loja, pois problemas nas entregas e no acondicionamento dos itens são situações podem levar a perda de consumidores.

Existem fornecedores de logística exclusivos para lojas virtuais. Para escolher o seu, é recomendado pesquisar o histórico da empresa e conferir quais são os clientes atendidos por ela. Prefira fornecedores que já trabalham com marcas parecidas com a sua e cujas avaliações dos demais clientes sejam positivas.

Uma boa organização fiscal também é essencial para a saúde orçamentária do e-commerce. Assim como lojas físicas, os ambientes de comércio virtual também estão sujeitos a pagamento de impostos. Mantenha as contas em dia para evitar problemas posteriores.

Divulgação online 📣

Para uma loja virtual, nada melhor do que uma comunicação também digital. Estabelecer uma estratégia de midiatização online do seu comércio fará com que ele alcance novos usuários da internet, que poderão se tornar potenciais consumidores. Ao divulgar a sua loja, você poderá escolher maneiras de se comunicar diretamente com pessoas que se interessam pelo seu tipo de produto, garantindo ainda mais as chances de efetivar vendas. Os custos para esse tipo de operação variam de acordo com a mídia escolhida e a durabilidade da divulgação, mas costumam ser mais acessíveis do que as publicidades tradicionais, em outdoors ou mobiliários urbanos, por exemplo.

Como posso utilizar a internet para divulgar a minha marca?

As ferramentas para iniciar a sua divulgação na internet são inúmeras.

Uma vantagem de publicizar no ambiente online a sua loja virtual é que você poderá apostar em mais de um tipo de mídia, gerando uma combinação que trará amplos resultados em vendas. Os meios digitais também oferecem uma comunicação mais customizável, permitindo que você experimente fórmulas diversas até encontrar o melhor caminho para o seu negócio.

Conheça algumas das principais maneiras de divulgar o seu negócio na internet: 

SEO

Durante a construção da loja virtual, você poderá apostar em técnicas de SEO, que irão alavancar a posição da sua webstore nas páginas de sites de busca. Um site com bom SEO conta com palavras-chaves que facilitarão que o usuário encontre seu negócio a partir da pesquisa virtual de determinados termos. 

Links patrocinados

Além do SEO no seu próprio site, você poderá investir em links patrocinados, que são a inserção do endereço da sua loja em outros sites e blogs. A vantagem de apostar nessa mídia é que ela ajudará a sua loja a ser mais bem indexada em sites de busca, aumentando as chances de que consumidores em potencial encontrem seu negócio.

Disparo de e-mail marketing

O disparo de e-mail marketing para pessoas que visitam a sua loja também é uma forma de relembrar os usuários sobre produtos que geraram seu interesse anteriormente, além de incentivá-los a consumir lançamentos e promoções. Inserir uma ferramenta de cadastro na sua loja virtual é um investimento recomendado para manter esse vínculo com possíveis clientes.

Redes sociais

Criar perfis nas redes sociais é um excelente caminho para divulgar a sua loja virtual. A presença nesses espaços garante novas “vitrines digitais” para a sua webstore, ampliando a visibilidade do seu serviço e aumentando a chance de atrair novos compradores. Lembre-se de adotar linguagem e estética que dialoguem com aquelas reveladas na sua loja virtual, para manter uma identidade de marca fortalecida e facilitar que os consumidores se identifiquem com a sua empresa. 

Através das ferramentas de patrocínio, disponíveis de forma simplificada nas próprias configurações de cada rede, você poderá segmentar o seu público de interesse e atingi-lo diretamente, atraindo não somente seguidores para o perfil da sua loja, mas também compradores em potencial. Os anúncios do Facebook, conhecidos e utilizados por diversas marcas, são altamente segmentáveis e apresentam relatórios sobre suas taxas de conversão após o fim do período de patrocínio. Conferir os números de conversão após o término do anúncio é um ótimo termômetro para verificar se você está atingindo seu público da forma correta.

Em espaços como o Instagram, é possível, ainda, publicar fotos dos seus produtos e inserir links diretos na própria imagem, que levarão o consumidor para a sua loja virtual. A vantagem desse investimento é apresentar seu produto através do impacto visual de uma boa fotografia, permitindo ao público que visualize melhor o objeto e crie desejo por ele. 

👍🏼 Vale reforçar esse conselho:

Gerar interesse é um mantra para quem deseja apostar em vendas virtuais.

Ações com influenciadores

Contar com influenciadores digitais pode ajudar a alavancar rapidamente a sua loja virtual. Contratando um serviço publicitário de produtores de conteúdo de blogs, redes sociais ou Youtube, você utilizará a relevância e a confiabilidade dessas personalidades digitais para respaldar a sua marca, atraindo à loja consumidores convencidos da qualidade e seriedade do seu negócio.

Ao contrário das publicidades tradicionais, que possuem um prazo para divulgação antes de serem retiradas das ruas, rádios ou canais de televisão, as propagandas nas redes sociais costumam ser perenes: mesmo após seu lançamento, elas continuarão a impactar futuros consumidores ao longo do tempo, conforme eles busquem a opinião dos influenciadores digitais para validar suas compras.

Para garantir a efetividade da publicidade em parceria com influenciadores digitais, é preciso conhecer bem o público-alvo da sua loja virtual e realizar uma pesquisa prévia que identifique quais personalidades mais interessam a esses consumidores. 

Também é muito importante pesquisar a qualidade e reputação desses produtores de conteúdo, verificando se atendem ao que sua marca propõe como imagem junto ao seu púbico.

Se sua postura fora das câmeras e redes sociais convergem com os valores defendidos pela sua marca. Esses pequenos cuidados evitam possíveis crises e impedem que deslizes do influenciador afetem a confiabilidade da sua empresa. 

Além disso, é interessante orientar o influenciador em questão para que ele faça uso de determinadas palavras-chaves relacionadas ao seu serviço, impulsionando as chances de que o conteúdo do próprio blog ou canal do Youtube seja encontrado facilmente nas pesquisas virtuais do seu público. Mas como saber quais são os principais termos de busca utilizados na internet?

🤔 Como identificar os conteúdos digitais mais buscados na internet?

Para estabelecer a sua loja virtual, é importante que seu conteúdo esteja preparado de forma a ser reconhecido pelos sites de buscas como um negócio de determinado segmento. Se a sua loja vende artigos para pesca, as ferramentas de pesquisas virtuais precisam reconhecer essa segmentação para distribuir anúncios e indexar seu site de forma favorável ao público que consome produtos para pesca. Mas como ajudar a internet a entender do que se trata a sua loja? 

Nesse momento, aposte nas “palavras-chave de alta conversão”. O Google, maior site de buscas do mundo, oferece uma ferramenta própria em que é possível identificar justamente quais são os termos mais buscados associados ao seu tipo de negócio. 


A partir dessa busca, você poderá configurar a sua loja de forma que o Google reconheça mais facilmente o tipo de segmento ao qual ela pertence. Assim, a sua loja virtual será otimizada nos resultados das pesquisas dos usuários, aumentando a chance da conversão dos cliques em vendas.

Outra opção é incluir os anúncios da sua loja no Google Shopping.
Essa ferramenta de buscas reúne produtos advindos de lojas virtuais e os distribui de forma mais simplificada para o usuário do site de pesquisas:

Em vez de precisar acessar as lojas, uma por uma, o indivíduo simplesmente vê todos os preços e anúncios de uma vez só, em uma aba única no Google. Para fazer parte do Google Shopping, basta criar um perfil no Google Merchant e seguir o passo a passo orientado pela empresa.

Utilize o máximo possível de estratégias para divulgar a sua loja virtual. Estar presente em várias plataformas diferentes garante o fortalecimento da imagem da sua loja e te faz atrair clientes mais rapidamente para o seu negócio.

Como precificar corretamente os meus produtos e serviços online❓

Um dos itens mais importantes para o funcionamento da sua loja online é a precificação correta dos produtos. O custo deve ser compatível com o mercado e, ao mesmo tempo, ser capaz de trazer lucro e cobrir as despesas envolvidas na existência da loja virtual. Realizar uma pesquisa prévia entre concorrentes é uma excelente forma de traçar um preço médio que cada produto deve atingir.

Nas compras virtuais, um custo inevitavelmente agregado ao produto ou serviço é o frete, que garante a entrega da compra. Caso a sua loja online ofereça frete grátis, isso significa que você assumirá esse custo para o consumidor, o que é um ótimo argumento para seduzir o cliente. 

Permitindo ao usuário que o frete fique por conta do usuário e disponibilizando mais de uma forma de entrega (transportadora ou Correios, por exemplo), você possibilita que o consumidor customize melhor o preço final da sua compra. Ao mesmo tempo, você evita a preocupação em incluir o preço do transporte no custo do produto, como ocorreria caso sua loja oferecesse frete grátis. 

Por outro lado, uma vez que a entrega gratuita é sedutora para o consumidor, pode valer a pena buscar bons acordos com transportadoras que façam as suas entregas a baixo custo. Assim, incluir esse serviço não impactará tanto no preço final do produto e será um diferencial publicitário da sua loja em relação às concorrentes.

Ao realizar um possível acordo com uma transportadora, lembre-se de avaliar questões como envios para regiões distantes da sua, distribuição internacional e rapidez das entregas. Todos esses fatores também serão observados pelo consumidor e determinam a concretização das compras.

Quais meios de pagamento online devo aderir❓

Os meios de pagamento disponíveis na sua loja virtual podem ser um fator decisivo para a efetivação da compra de seu consumidor. Oferecer uma variedade de formas de pagamento online, como crédito, débito e boleto bancário, é a melhor forma de garantir mais compradores para o seu negócio.

Para inserir formas de pagamento na sua loja virtual, você tem duas opções: lidar diretamente com operadoras de crédito e resolver os demais processos por conta própria, ou escolher um intermediador para assumir as questões burocráticas do seu serviço.

Seja qual for a sua opção, é importante considerar que há custos envolvidos nessas operações. Esses valores influenciam nos preços finais da sua loja virtual.

👍🏼👍🏼 Está pronto para iniciar a sua loja virtual?


Conte com o SEBRAE para ir mais longe no seu negócio. Acompanhe os materiais que produzimos e siga em frente na sua jornada empreendedora!

Homem usando tablet com holograma de cifrão
Tendências para empresas com o Varejo Digital
As empresas que estão investindo no varejo digital devem se preparar para a expansão dos mercados virtuais observando as tendências e o comportamento dos clientes. Confira neste infográfico as principais tendências que o varejo digital possibilita para as empresas que investem neste modelo!
Arquivo
Tablet
Varejo Digital - Descubra como transformar o seu negócio!
Em um cenário econômico cada vez mais desafiador, com consumidores mais criteriosos nas suas compras, o empreendedor do setor varejista precisa enfrentar muitos desafios. Dentre estes está a necessidade de aumentar sua presença na era digital de forma rápida e sem abandonar a sua identidade.
Arquivo