Pitch: o que é e como ele pode ser o diferencial da minha startup?

Afinal, o que é o Pitch e qual a sua importância?

Avaliação
Sem votos

Publicado em 20/10/2021 | Atualizado em 20/10/2021

Imagem do Topo
Pitch

Antes de tudo, podemos dizer que o termo Pitch é bastante empregado no mundo empresarial, especialmente em processos em que o assunto é a conquista e captação de novos investidores.

Assim, o termo é bastante utilizado para mostrar uma breve e rápida apresentação em relação a um tipo de ideia, seja sobre um serviço ou produto. Sendo assim, entendemos que se trata de um método extremamente benéfico para startups, especialmente na busca de fornecedores e parceiros futuros.

Por esse motivo, sabemos que o ato de empreender é muito mais do que simplesmente oferecer ideias totalmente inovadoras para encontrar um tipo de mercado que as valorize.

Isso porque, mesmo que a condução de uma empresa no mercado dependa da força de vontade e, principalmente, da resiliência do empreendedor, não podemos deixar de levar em consideração que o sucesso da marca também está relacionado aos tipos de parceiros, fornecedores e clientes que ela obtém.

O modo como a startup consegue atrair esse público está inteiramente relacionado à forma em que ela vende sua ideia, para que assim, consiga persuadir investidores que entendam o potencial eficiente de negócio que está sendo proposto. Nesse quesito, o Pitch torna-se uma excelente ferramenta, motivo pelo qual é amplamente utilizada no campo empresarial.

Afinal, o que é o Pitch e qual a sua importância?

Acima de tudo, pode-se dizer que o Pitch nada mais é do que um termo comumente utilizado no mundo empresarial para realizar a criação e apresentação de uma ideia, seja de um produto ou serviço , cujo processo é feito de forma rápida e prática.

Sabemos que no meio do ambiente empresarial, é bastante comum que os alvos desse processo sejam pessoas que você deseja que sejam parceiras do seu negócio. Por esse motivo, o Pitch é algo incentivado constantemente em startups, especialmente em eventos que visam a conexão de empresas com investidores em potencial.

Entretanto, precisamos entender que o método empregado do Pitch não tem relação alguma com processos relacionados a uma reunião de negócios, por exemplo. Isso porque o fechamento de vendas ou a formalização contratual de futuras parcerias não são ações cabíveis a reuniões corporativas tradicionais.

De modo atípico, elas até podem ocorrer, mas quando nos referimos ao Pitch, estamos percebendo que essa é somente a etapa inicial para atrair pessoas interessadas, a fim de iniciar assuntos mais complexos e longos, se for o caso.

De forma prática, o tempo médio de duração de um Pitch costuma ser reduzido, justamente para fazer com que a dinâmica da comunicação entre os envolvidos e o apresentador seja eficiente, claro e objetivo. Do contrário, um Pitch extremamente longo pode desencadear falta de interesse nas pessoas presentes no momento.

Mesmo que, na maioria dos casos, as apresentações girem em torno de 30 minutos, é crucial que o processo seja concluído em, ao menos, entre 2 e 3 minutos. O objetivo deste curto tempo é que o empreendedor da startup consiga explicar, de forma objetiva e clara, suas principais soluções e objetivos.

Assim, para que isso seja possível, é crucial entender as principais características do negócio a que se pretende lançar. Afinal, a confiança e o conhecimento será o fator decisivo para chamar a atenção das pessoas certas na ocasião. Depois que a apresentação tiver sido finalizada, algumas perguntas já devem ter sido respondidas para a audiência ali presente.

Confira abaixo quais são essas perguntas:

❓❓ Qual é o problema que será resolvido no negócio?

❓❓ Como funciona esse tipo de mercado e como será possível explorá-lo?

❓❓ Quais são as principais expectativas e projeções para o ROI?

❓❓ Qual é o principal diferencial da empresa em questão?

❓❓ Quem é o cliente ideal desse mercado?

Quais são as principais vantagens e benefícios de um Pitch?

Agora que você já sabe o conceito e a importância do Pitch, confira abaixo algumas das suas principais vantagens e benefícios:

⏱️ Tempo ágil de apresentação

Antes de tudo, como é de se esperar, o Pitch faz com que suas apresentações aos investidores se tornem muito mais enxutas, uma vez que se trata de um modelo onde as principais informações são dispostas de maneira rápida e prática. Isso facilita a comunicação, a objetividade do evento e o despertar ainda maior do interesse da audiência.

⏱️ Reduz custos

É notório que quando planejamos apresentações muito importantes, tendemos a gastar com processos relacionados à audiovisual. Isso porque apresentações longas demandam tecnologia para sustentar o que será mostrado, ao contrário de um Pitch, por exemplo.

Por ser extremamente simples e rápido, é possível reduzir custos relacionados a edições longas, softwares de exibição mais caros e entre outros relacionados.

Os principais tipos de Pitch

Devemos lembrar que o conceito geral do Pitch oferece algumas características extremamente padronizadas, tais como o curto processo de apresentação e falas mais objetivas. Entretanto, o Pitch não é especificamente uma ciência exata.

Dependendo do seu conhecimento sobre o seu público em questão e de suas principais intenções, nada impede de você elaborar a sua própria versão de apresentação. Pensando dessa forma, é notório que existem diferentes tipos de Pitch, cada qual se adequando da melhor forma às necessidades de cada startup.

Confira abaixo os principais tipos de Pitch:

🗣️ Elevator Pitch

Para que possamos entender o objetivo do elevator pitch, imagine a seguinte situação: ao entrar em um elevador bem na hora da saída de uma conferência, por exemplo, você acaba batendo de frente com um investidor com grande potencial de parceria.

Caso você decida expor suas ideias rapidamente naquele momento, vai perceber que terá que agilizar nesse processo, pois o tempo será curtíssimo. Com isso, até que a porta do elevador se abra para que ele possa seguir o seu caminho, você precisará oferecer o melhor de si. E daí vem o nome elevator pitch ou traduzido no português como pitch de elevador.

De forma prática, esse tipo de modelo de pitch envolve a apresentação de uma proposta que varia entre 30 segundos a 60 segundos de duração. Assim, é crucial que nesse momento, o foco da apresentação esteja baseado em aspectos ainda mais relevantes para o empreendimento, e logo, ter oportunidades de conseguir uma conversa favorável ao objetivo.

🗣️ Pitch Deck

Se tratando do Pitch Deck, ele está inteiramente relacionado aos recursos visuais, que servirão como base para o enriquecimento do conteúdo e, não menos importante, aumentar o engajamento. Nesse tipo de Pitch, o empreendedor deve dispor de recursos eficientes, tais como Canva, Power Point e até mesmo o Prezi para dar todo o suporte necessário às informações que serão faladas por você.

Entretanto, é necessário ter bastante cuidado no Pitch Deck. Isso porque grande parte das pessoas, especialmente os empreendedores, sabem que slides mal elaborados podem tirar a atenção ou simplesmente deixar os envolvidos entediados.

Por esse motivo, é de suma importância ter total habilidade para coordenar as etapas dos slides de modo eficiente e atrativo, a fim de que sejam somente elementos adicionais, e não a questão principal do momento.

Caso a sua startup esteja em um processo mais avançado no branding, pode ser interessante dispor do modelo Pitch Deck para representar visualmente a identidade da sua empresa. Em outras palavras, exibir a logo da sua marca, bem como as cores que são relacionadas ao seu negócio oferecem uma maior credibilidade.

🗣️ One-Sentence Pitch

Popularmente conhecido como "pitch de uma frase", esse tipo de modelo oferece algo ainda mais simples, e, ao mesmo tempo, algo complexo. Assim, entendemos que o one-sentence pitch realiza a descrição da sua empresa no objetivo de chamar a atenção de parceiros em potencial através de uma única sentença.

A princípio, esse modelo pode até parecer um pouco complicado, mas se você conhecer a fundo o seu empreendimento, é possível selecionar as melhores palavras-chaves mais relevantes sobre ele. Assim, quando bem utilizadas, elas acabam engajando as pessoas que estão ouvindo a sua mensagem, e logo, se interessam por debater conversas ainda mais longas a respeito daquilo que você está tentando mostrar.

Como criar um Pitch qualificado e eficiente da minha startup?

Agora que você já entende o conceito e a importância do Pitch para as empresas, e percebe o quão benéfico ele pode ser para passar uma mensagem clara e objetiva a respeito do seu negócio, está na hora de aprender a como criar um Pitch de maneira totalmente atrativa.

Confira abaixo o passo a passo necessário para você ter sucesso na criação do seu Pitch:

1️⃣ Crie um planejamento

Como bem sabemos, o improviso pode ser algo decisivo no momento de uma apresentação, mas, depender totalmente dele, pode jogar seus planos por água abaixo.

Por esse motivo, busque estruturar com bastante antecedência o formato do seu Pitch, começando pela definição do que se pretende obter através desse processo. A questão é: você busca atrair investidores, clientes, parceiros ou o objetivo central do Pitch é simplesmente gerar autoridade de marca?

Lembre-se que as respostas a essas perguntas devem guiar todo o seu planejamento. Já que o modelo Pitch é uma exibição mais rápida e curta, se formos comparar as apresentações tradicionais, entender exatamente o que será dito e feito é de suma importância para um Pitch de qualidade.

Isso porque estamos falando de um processo no qual se deve passar informações enxutas e claras para uma determinada audiência.

2️⃣ Conheça a sua audiência

Não menos importante do que criar uma estrutura de planejamento para o seu Pitch, é saber a quem será destinado seu projeto. Assim, conhecer as pessoas que irão participar da apresentação é fundamental, pois assim é possível estabelecer algum tipo de conexão emocional com eles.

De forma prática, o conhecimento da audiência começa na análise de suas linguagens corporais até a projeção de suas principais expectativas e necessidades.

Com essas informações coletadas, fica ainda mais fácil estruturar seu Pitch de uma maneira que prenda a atenção do público envolvido. Seguindo essa linha, entendemos que, se estamos lidando com CEOs, por exemplo, a abordagem precisa ser totalmente diferente, pois a linguagem deve ser mais rebuscada e mais formal para o grupo de empreendedores.

Nesse ponto, pode ser ainda melhor se você conseguir aprofundar-se um pouco mais nas principais características de sua audiência, pois os resultados podem ser ainda mais promissores.

3️⃣ Ofereça clareza e objetividade

Antes de tudo, sabemos que obter uma linguagem mais clara é a principal forma de se obter sucesso em qualquer Pitch. Isso porque você deve lembrar que o tempo de Pitch é curto e deve passar uma quantidade considerável de dados e informações.

Dessa forma, de nada adianta ocupar grande parte do seu tempo com dados complexos, sendo que esse processo só vai dificultar ainda mais a assimilação das pessoas que assistirão ao seu projeto.

Assim, a principal dica é focar no que o seu público precisa saber, a fim de que você consiga alcançar o seu objetivo e estimular o sentimento que você deseja que o seu público venha a sentir. Utilize métricas relevantes para o andamento da sua empresa, filtrando-as e utilizando apenas aquelas que realmente farão a diferença na sua startup.

4️⃣ Mostre como pretende conduzir o seu negócio

Uma das maneiras mais importantes para você realizar a conquista da abordagem a ideia de seu negócio, é entender que a audiência ali presente deve entender com clareza a forma em que você pretende conduzir o seu negócio, e como essa condução torna-se diferenciada em relação à concorrência.

Sendo assim, não se esqueça de falar sobre o seu modelo empresarial, bem como os principais canais que serão utilizados, a expectativa de experiências que os clientes terão ao entrar em contato com a sua marca, os clientes que deseja atingir, os tipos de parcerias que já estão agregadas ao negócio, e entre outros fatores importantes que não podem deixar de serem mencionados.

5️⃣ Fale sobre a concorrência

Acima de tudo, sabemos que o conhecimento em relação à competitividade ocorrente no mercado é de suma importância para o sucesso de qualquer empresa.

Por esse motivo, deixe claro no seu pitch que você já pensou e já entende como o mercado funciona. Enumere alguns players importantes do seu mercado, destacando suas fortalezas e fraquezas mediante a atuação da marca, e fale rapidamente como o seu negócio consegue superá-los de maneira eficiente.

6️⃣ Apresente a sua escalabilidade financeira

Um negócio que oferece baixo custo, é escalável e oferece um grande potencial de rápido crescimento tem de tudo para conquistar excelentes investidores para startups. Por esse motivo, o seu Pitch precisa mostrar como será a situação financeira do seu negócio, fazendo citações de alguns processos importantes que demandarão mais ou menos dinheiro, e como o fluxo de caixa pode tornar-se sustentável sem muito esforço.

Sem contar que você deve realizar uma projeção de arrecadação pelos próximos 5 anos. Lembre-se de não exagerar erroneamente sobre o assunto abordado. O mais importante é que essa projeção seja realista, pois, caso contrário, o seu projeto perderá toda a credibilidade por parte dos investidores.

7️⃣ Está na hora de responder às perguntas

Caso você tenha se planejado totalmente para a sua apresentação, pode ser crucial dominar temas que talvez ainda não sejam abordados na apresentação. Isso fará com que você tenha uma interação ainda melhor com a sua audiência, fazendo com que se sintam à vontade para realizar perguntas durante ou após a sua apresentação.

Uma dica importante, é que essas perguntas precisam ser estimuladas, pois ao realizá-las, entendemos que o público estará, de alguma forma, bastante interessado no que você estará dizendo naquele momento. Por esse motivo, é crucial que você tenha respostas na ponta da língua, até mesmo para que o seu domínio no assunto seja totalmente reforçado.

Sem contar que quando dominamos todo o processo relacionado ao Pitch, tendemos a perceber que se trata de um passo muito importante para que os interessados mais desejáveis por você consigam se encantar pela sua apresentação.

Assim, já que é uma apresentação curta, se prepare para responder a quaisquer tipos de informações de forma clara e objetiva, além de não deixar nenhum tipo de dúvida sobre o assunto relacionado. Ou seja, a sua intenção na apresentação é deixar claro para as pessoas o potencial que você tem.

Dicas extras para se sobressair na apresentação do seu Pitch?

Conforme vimos acima, estruturar um Pitch pode até parecer fácil, mas não é incomum cometer alguns erros e deslizes durante o processo, e sobretudo, na hora de chamar a atenção do seu investidor.

Por esse motivo na hora de engajar e inspirar pessoas, a sua apresentação precisa ser de total qualidade. Assim, para turbinar ainda mais o seu Pitch, confira abaixo algumas dicas extras importantes:

1️⃣ Talvez seja interessante contar uma história

Antes de tudo, quando pensamos em alugar um Pitch, é crucial lembrar-se que manter a sua audiência interessada é de suma importância. Assim, uma excelente forma de gerar conexão e intimidade com as pessoas ali presentes, é a elaboração de uma história, seja ela baseada na sua trajetória profissional ou em algum aspecto pessoal da sua vida.

Para dinamizar essa questão, pode ser interessante apresentar personagens fictícios e acoplá-los em histórias reais, caso você decida não ser tão pessoal assim. Portanto, técnicas de um storytelling, por exemplo, podem ser excelentes para guiar a apresentação.

2️⃣ Não deixe o melhor para o final

Mesmo que a sua apresentação tenha iniciado em poucos minutos, pode ser bastante arriscado deixar o melhor momento para o final do processo. Dessa forma, busque realizar uma reflexão, a fim de descobrir o que você precisa e deve priorizar na apresentação. Contudo, isso será concluído ao perceber o nível de maturidade do seu negócio.

Por exemplo, se caso a sua empresa estiver dando os seus primeiros passos no mercado, nesse caso, é crucial evidenciar a questão a que se deve resolver, ressaltando os números e as principais evidências sobre a sua real dimensão.

Contudo, caso seus produtos ou serviços já ofereçam resultados consideráveis e já possuam indicadores de desempenho eficientes, essa informação tornará o seu Pitch ainda mais relevante para a sua audiência.

3️⃣ Ofereça números precisos

Um dos momentos mais esperados pelos investidores é, literalmente, as principais métricas do negócio. Se a sua startup já possui um histórico de números representativos, pode ser interessante integrá-los ao Pitch para que a audiência possa perceber onde a sua empresa encontra-se no segmento.

Entretanto, em casos de negócios que estão começando há pouco tempo, é válido apresentar projeções financeiras, além do impacto socioambiental que o negócio está prevendo para os próximos anos de atuação no seu mercado.

4️⃣ Deixe claro o impacto que sua empresa causará

Mesmo que seja óbvio, sabemos que o Pitch deve possuir clareza quanto ao seu impacto positivo em relação aonde ele deseja chegar. Isso porque alguns donos de empresas tendem a acreditar que um determinado investidor tende a não se preocupar muito com o impacto que será gerado.

Contudo, esse pode ser o diferencial da sua startup, e logo, não se esqueça de acrescentar essa informação ao seu Pitch. Já que o nosso propósito é conquistar a confiança e a atenção dos investidores presentes no local, nada mais estratégico do que dispor de números e dados estatísticos para consolidar o seu projeto em questão.

5️⃣ Ressalte a importância do investimento no seu negócio

Antes de tudo, quando for necessário realizar a justificação do investimento para a sua empresa, é muito importante pensar nas áreas do negócio, e não somente na infraestrutura.

Assim, tenha ciência dos objetivos específicos, bem como a instalação de uma equipe de marketing e vendas, cujas áreas são essenciais para alavancar as vendas do negócio e tornar a marca cada vez mais escalável no mercado.

Em suma, não é interessante dizer que todos os recursos financeiros serão utilizados somente para a infraestrutura do negócio, quando o essencial é distribuir o dinheiro por igual em todos os setores, especialmente aqueles que irão contribuir com a competitividade no mercado.

6️⃣ Tenha uma versão de teste feita

É extremamente recomendável que o CEO da startup já tenha um produto ou serviço viável (MVP), ou seja, é necessário obter um teste viável do produto ou serviço para que seja possível identificar prováveis falhas. Lembrando que não precisa, necessariamente, de ser um produto totalmente finalizado.

Um exemplo a citar é quando um empreendedor deseja divulgar um site, mas antes de chegar ao momento oficial de apresentá-lo, é possível editar e testá-lo em sites gratuitos que o próprio Google oferece, por exemplo.

7️⃣ Treine a sua fala

Quando o assunto é Pitch, sabemos que cada fala e apresentação são valiosíssimos. Dessa forma, é extremamente necessário realizar um treinamento eficiente antes de irmos de forma definitiva para a apresentação.

Você pode praticar um “ensaio” na frente de seus amigos, familiares ou até mesmo em competições, desde que não esteja valendo nenhum tipo de investimento.

Com isso, você conseguirá formular ideias ainda mais precisas para conduzir a apresentação do seu Pitch de maneira clara e objetiva, que é o intuito principal do momento. A ideia, com isso, é que você consiga identificar quais são as dificuldades que podem acontecer e saber como resolvê-las de maneira rápida.

8️⃣ Saiba ouvir

Em resumo, de nada adianta o empreendedor obter todas as melhores ideias, se ele não sabe ouvir, especialmente os seus investidores. É bastante comum que durante o momento do Pitch, o empreendedor comece a empolgar-se em suas ações e acabar não dando espaço para que os ouvintes possam perguntar ou ressaltar algum ponto que acharam interessante.

Ter todas as respostas talvez não faça o empreendedor aparentar ser totalmente bom naquilo que faz. É necessário ter humildade para ouvir e reconhecer processos orientados pelos investidores que podem ser melhorados.

Por já serem mais experientes no mercado e por conhecer diversos profissionais, especialmente aqueles que já ajudaram financeiramente, tendem a conhecer o mercado ainda melhor que você, dependendo do caso. Portanto, saiba sempre ouvir e acatar com os melhores conselhos e ideias.

Qual é o perfil do empreendedor ideal para realizar um Pitch de sucesso?

Agora que você já conhece o conceito, a importância e o passo a passo para realizar um Pitch eficiente, precisamos ressaltar o perfil que todo empreendedor deve possuir para realizar um Pitch eficiente na hora de sua apresentação. Afinal, existem habilidades e competências pessoais necessárias que devem estar integradas ao processo de conversão.

Confira abaixo quais são elas:

1️⃣ Proatividade

Como bem sabemos, o empreendedor de uma startup de sucesso precisa adquirir proatividade em todas as suas ações. Considerando que grande parte dos negócios jovens no mercado são mais enxutos, ele precisará se atentar a outras demandas que acabam não sendo necessariamente ligadas ao seu trabalho principal.

Um exemplo a citar é quando um computador precisa de manutenção, e não há nenhum suporte de TI disponível para resolver o problema, a não ser ele mesmo. Ou seja, ser proativo significa resolver um pouco de tudo ou ter uma intuição mais aguçada do processo de resolução de um determinado problema.

2️⃣ Curiosidade

Não menos importante do que a proatividade, é ter a curiosidade para fazer com que a sua startup possa crescer no mercado. Em outras palavras, o empreendedor deve possuir a necessidade de explorar todas as áreas da empresa, além de aprender o que cada uma delas pode fazer para contribuir com o andamento do negócio.

Explorar o seu mercado de atuação, sua persona, o público-alvo, os grandes players do mercado, bem como o que fazem e quais medidas utilizam para chegar a patamares ainda mais elevados, é só mais uma habilidade estratégia de um excelente empreendedor.

3️⃣ Espírito de aventura

Em suma, conduzir uma startup é a mesma coisa de dizer que o empreendedor não tem medo de enfrentar os desafios. Como a empresa ainda está no seu início, os processos tendem a ser mais burocráticos e numerosos, e dessa forma, é crucial saber encarar as principais dificuldades e resolvê-las de maneira eficiente e estratégica.

Mas, muito mais do que isso, é não se deixar abater pelos problemas, muito pelo contrário: ter ânimo e total empolgação para enfrentar os problemas que advêm de uma empresa ativa no mercado.

4️⃣ Entender os seus valores

Antes de mais nada, para fundar uma startup, é preciso reconhecer e, principalmente, entender o que você mais valoriza. Um exemplo a citar é o fato de que muitos empreendedores não buscam equipamentos e estruturas luxuosas para trabalhar, enquanto outros prezam pelo total conforto.

Contudo, muito mais do que infraestrutura, o empreendedor de sucesso valoriza a cultura organizacional de sua corporação, bem como o clima de trabalho, e conforto dos colaboradores ao prestarem seus serviços profissionais e se estão realmente atentos à qualidade e a missão da corporação de fazer a diferença no mercado.

5️⃣ Flexibilidade

Ao fundarmos uma startup, precisamos ter a ciência de que a flexibilidade é algo que precisa ser levada em consideração em todos os processos. Um exemplo a citar é o caso em que o empreendedor acaba realizando um serviço que muitas vezes não é de sua rotina, mas que por vias de funcionamento geral do negócio, precisa intervir para conduzir algum processo da startup da melhor forma.

Por esse motivo, sempre tenha em mente que um empreendedor de verdade está sempre disposto a ser flexível nas mais diversas áreas da sua empresa, com comprometimento e disposição.

Conforme vimos, o método Pitch é de suma importância para conquistar novos investidores para uma startup, uma vez que dispõe de recursos totalmente práticos para oferecer as informações necessárias, de forma objetiva e clara.

E como bem sabemos, nada melhor do que oferecer uma apresentação que não seja cansativa e que, sobretudo, entedie pessoas que oferecem potencial de investir no seu negócio.

De nada adianta obter todas as informações necessárias para conquistar as pessoas certas, se você não consegue prender a atenção deles. Por esse motivo, não deixa de fazer uso do passo a passo citado neste artigo para a criação de um Pitch de qualidade, e garantir sucesso em sua apresentação

Desejamos sucesso na apresentação do seu Pitch! Não deixa de conferir outros conteúdos que preparamos para você sobre este e outros temas importantes para todo empreendedor!

Pitch
Pitch: como conquistar oportunidades com uma apresentação?
O Pitch pode servir para passar informações da sua empresa para potenciais empreendedores. Tipos de Pitch: Elevator Pitch, Empresarial e Pessoal.
Pitch
Pitch: apresentação de sucesso!
O objetivo do Pitch é estruturar um roteiro, de modo que você consiga vender a sua ideia em uma fala concisa, que leve de três a cinco minutos.